Novo Golpe simula consulta a saldo do FGTS para enganar usuários

Um novo golpe está circulando no WhatsApp no Brasil, usando a consulta ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para capturar dados de usuários. Segundo a startup brasileira de segurança PSafe, esta nova manobra começou a ser disseminada na web há cerca de dois dias e já atinge mais de 360 mil brasileiros, que acessaram uma mensagem para saber se estavam aptos a receber os valores correspondentes do benefício.

Segundo a startup, o funcionamento do golpe é simples: a vítima recebe uma mensagem pelo WhatsApp com um link que permitira conferir se está apto a receber R$ 1,7 mil do FGTS. A partir daí, a pessoa responde perguntas sobre o seu tempo de trabalho e, independente das respostas, é encaminhada para uma nova página.
Nesta nova aba, a vítima é convidada para se cadastrar em um serviço de SMS pago para conteúdo adulto ou para baixar aplicativos falsos, que podem infectar o smartphone e deixá-lo vulnerável a outros tipos de crimes ou prejuízo financeiro.
Além do tema ser recente no debate popular, já que contas inativas do FGTS foram liberadas para saque, o golpe tem um forte potencial de propagação em seu formato, já que, antes de ser encaminhado para a última página, o usuário é obrigado a compartilhar o link com outros 10 contatos de sua lista de amigos no WhatsApp.

Para a PSafe, é essencial que usuários sempre consultem as páginas oficiais das empresas e instituições — no caso, a Caixa Econômica Federal — para certificar que a informação é verdadeira. “O usuário deve estar atento a promoções exageradas que chegam por mensagens, checando sempre se é real”, afirma o gerente de Segurança da PSafe, Emilio Simoni, por meio de nota.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: